sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Tu

Na ânsia de te ter, quis imaginar que conseguiria suportar a tua ausência, viver longe do teu mundo, não te ver, não te tocar, não te cheirar, que saberia viver este sentimento enclausurado dentro do meu peito… loucamente me engano, nunca serás meu… nem saberei viver sem ti a meu lado.
Sinto tanta saudade que não consigo ver o final desta eterna ansiedade porque sem o teu amor não conseguirei suportar este inferno no meu interior que me consome sem piedade.
Fizeste-me prisioneira do nosso tempo, dos nossos momentos, dos nossos beijos que não quero esquecer. Hoje vivo das e nas sombras do passado.
Felizmente tenho em cada sonho a tua visita, meu amor.
Tu que caminhas de pés descalços no lusco-fusco do meu quarto, tu, que acendes a noite com a tua terna voz, tu, que te deitas na minha cama e me abraças e me beijas e me acaricias os cabelos, tu, que nos meus sonhos me fazes tua, só tua... e te faço meu, só meu...
Tu, meu amor, pareces ser a única constante desta minha peregrinação, a tua alma a minha amarra e a razão de tudo o teu olhar.
E, da saudade do teu olhar, foi concebido este amor...

4 comentários:

  1. Amar é mais que dizer que se ama,é respeitar a presença na ausência, é lembrar com ternura na alma o ser amado, é sentir um aperto no coração em apenas ouvir o nome de quem se ama. É aprender a entender ainda que não seja a coisa certa. Amar é a entrega da alma sem arrependimentos e sem medo de sentir dor, porque amar é deleite para a alma, mas amar também é sofrer.

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Ah, ADOREI a tua música de fundo.

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Porque o pensamento é milhafre
    O infinito e o incomensurável
    O orvalho das pequenas coisas
    Uma breve prece, uma aventura notável

    O sonho de hoje voa no amanhã
    Esta terra prende-me os pés
    Um fruto maduro é repasto de pássaro
    Um caminho feito de lés a lés


    Boa semana


    Mágico beijo

    ResponderEliminar
  4. Na realidade por vezes somos tentados a fugir de um amor, mas isso é um grande erro, porque não é a distância, nem a ausência que vai atenuar um sentimento que vive dentro de nós. Bem pelo contrário, a maioria das vezes, se o sentimento existe e é verdadeiro, vai agravar-se... inevitávelmente.
    Bjs.

    ResponderEliminar